Tag Archives: estudar

Como estudar na Alemanha sendo pobre*

*Baseado na minha experiência pessoal.

Atenção: O curso Pobreza 101 é parte do módulo Alemanha avançado. Supõe-se que você já tem visto de estudante e consequentemente, autorização para trabalhar.

Comecei a faculdade em Abril de 2016, e mesmo sem saber como, eu sabia que iria dar um jeito de sobreviver. Eu já havia trabalhado um pouco, nas férias, quando era estudante de alemão, e percebi que quando você já consegue desenrolar no alemão, achar trabalho é fácil. Ufaaaaa!!! Além disso, acho que 80% da minha turma trabalha.

Meu primeiro trabalho foi como garçonete em um castelo, onde eram realizadas festas, como casamentos, por exemplo. A experiência foi traumatizante, mas isso tem mais a ver comigo do que com o trabalho em si. Eu não tinha experiência nenhuma e era tudo tão rápido, que eu fiquei mega perdida.

Nesse mesmo castelo, havia uma Disco e me chamaram para trabalhar como Barkeeper. Mesmo ainda traumatizada, fui, com a esperança de que tudo fosse melhorar. E não é que deu tudo certo? Foi muito divertido. E a gorjetinha só o filet. Mas durou pouco, porque tive que mudar de cidade.

Nesse meio tempo, também trabalhei como Hostess em uma feira. Fiquei 3 dias na cozinha fazendo café. O trabalho foi muito tranquilo. Tão tranquilo que as vezes dava sono. Mas deu pra tirar uma graninha boa.

Quando o verão acabou e eu estava desesperada por dinheiro (apesar de ainda ter o dinheiro da conta-bloqueada), procurei jobs de babysitter e limpeza. Joguei no betreut.de e sai procurando feito louca. Até que um senhor me ligou: pai solteiro, 3 filhos e um apartamento enorme. Fui lá e ele queria que eu viesse 2x na semana por 3 horas e pagaria 12€/hora. Maravilha!!! Além disso, limpava mais duas outras casas com menos frequência.

Quando comecei a estudar em abril e o dinheiro da sperrkonto acabou, passei a procurar jobs de hostess, e infelizmente, a deixar esse senhor na mão diversas vezes, quando tinha que ir a uma feira e não podia ir a casa dele. Fui sincera com ele e disse que não ia dar mais, porque gostava muito deles e não queria que ele perdesse tempo comigo.

Todos os meses eu trabalhava em uma feira. Ganhava o suficiente para pagar o aluguel e sobreviver. O bom de feiras é que você trabalha como um condenado mas por alguns dias apenas e recebe o equivalente a um mês.

Eu ainda tinha um minijob de segurança. Isso mesmo rs Uma colega da faculdade que trabalha como segurança em jogos de futebol e shows me passou o contato do chefe dela e, como ele sempre precisa de gente, me chamou na hora para trabalhar. A maioria dos jobs era no fim de semana. E o melhor, voce so vai quando quer/pode.

O lado ruim de trabalhar tanto assim, é que as vezes (no caso das feiras, pelo menos) você tem que faltar aula. O dinheiro é bom. MUITO BOM. Mas não tao flexível como os outros.

Desde novembro de 2016, estou trabalhando como Werkstudent e agradeço todos os dias por esse trabalho. Eu faco meus horários e não preciso faltar mais aula! Sem contar que um dinheiro todo mês garantido já reduz a dor de cabeça/preocupação.

Agora que eu já contei minha trajetória, vou sumarizar tudo para ficar mais fácil de entender.

Garçonete/Barkeeper

É para quem gosta e sabe lidar com stress e não liga em trabalhar no fim de semana. Mais fácil de encontrar pelo facebook ou por indicação mesmo.

Hostess

Se voce fala inglês e alemão bem, se joga! Sempre trabalho por intermédio de uma agência. Estou inscrita em várias. Aqui algumas com quem já trabalhei: mks, UCM, InStaff e My VIP Service (mas eles só trabalham na feira de Friedrichshafen).

Babysitter/Limpeza

O betreut.de é o melhor site. Demora a aparecer alguma coisa mas depois dá certo!

Minijobs: Segurança e Catering

A vantagem desses é que voce vai quando quer/pode e sempre tem trabalho. Ah, e quase nunca precisa ter experiencia. Joga no Google quais empresas de segurança e catering tem na sua cidade. Eles sempre buscam pessoas novas.

Se voce quiser mais detalhes ou tiver dúvidas, pode me perguntar.

Advertisements
Tagged , , , , , ,